Arquivo | 6:57 pm

O Retorno de Jedi

18 jul

Esta semana estamos com a presença ilustre da Pochetinha Alessandra aproveitando mais um passe livre pela Cia. Athletica.

Será se depois dessa segunda chance de aproveitar digrátis as aulas ela não cria vergonha na cara e vem logo malhar com a gente?

O 1º Argumento era que iria dá preferência para auto-escola. OK, aceitamos! O 2º argumento é que iria malhar na mesma academia do marido. Ok também, mas ainda assim era uma desculpa, pois o marido deu o aval pra malhar conosco. O 3º Argumento é que tá chegando as férias, e diz que quando voltar de férias ela vem malhar conosco. Ué, mas ela pode trancar o mês certo? E afinal, ela não vai passar o mês viajando, apenas alguns dias, então essa desculpa está furada! Eu acho que ela tá fazendo é corpo mole, bora mesmo é tirar a onça da carteira! rsrsrsrs

Iremos realizar uma campanha em prol de trazer a Pochetinha Alessandra da pró-fitness aqui pra Cia. Athletica de qualquer jeito! Cenas do próximo capítulo…

As fotos são da aula de Localizada com a Profa. Lílian Palma. A propósito, aula preferida da Alessandra!

Bora genteeee, quem ai quer a Alessandra na Cia. Athletica levanta a mão o//

Anúncios

Treinamento militar invade as academias de Manaus

18 jul

Será se as Pochetinhas irão aguentar esse treinamento pesado?
Estamos esperando a estréia dessa aula na Athletica do Studio 5! A propósito, tem pançudinhos entrando pra academia no mês que vem sedentos para praticar estas aulas!

==============================================================

Nova modalidade, o Boot Camp conquista o público amazonense com exercícios que lembram os praticados por militares, queimando até 400 calorias por treino.

Corridas com obstáculos ou bastão, agachamentos, flexões de braços, subidas em cordas, rastejamento e saltos sobre o step. As técnicas conhecidas dos militares, capazes de queimar até 400 calorias por aula, já estão disponíveis para os adeptos da geração saudável que frequentam as academias.

Trata-se do Boot camp (expressão que significa treinamento em campo militar), modalidade oferecida há duas semanas pela Companhia Athletica, que trabalha força, definição muscular, resistência, velocidade, coordenação motora e equilíbrio em uma hora. “É uma atividade completa, com sete estações que misturam exercícios aeróbicos e localizados”, destaca Lílian Palma, profissional de Educação Física. “Apesar de ser uma aula para alunos avançados, qualquer pessoa pode fazer, pois adaptamos tudo conforme a condição do aluno. A intensidade, por exemplo, é controlada até que o indivíduo tenha consciência corporal e conheça o limite dele”.

A profissional enfatiza que, entre as características da nova aula, está o espírito de equipe, um componente fundamental. “A integração ajuda a executar os movimentos. Geralmente, por meio do colega, eles veem o que está errado e passam a corrigir com facilidade”, comenta a professora.

Além de favorecer a perda de peso, o treino nos moldes militares também é indicado para pessoas em preparação para concursos públicos com prova de aptidão física obrigatória e atletas profissionais. “Nestes casos, trabalhamos principalmente a questão da flexão, corrida e abdominais”, comenta Lílian.

No Ritmo

Com desafio lançado, os alunos, organizados como pequenos pelotões, têm de sete a dez minutos para aquecer e enquanto encaram uma corrida leve, podem improvisar um verso militar para entrar no clima dos circuitos. “Os iniciantes não precisam fazer a aula inteira, eles podem começar com 30 minutos. É claro que numa intensidade menor, perde menos calorias, mas é o suficiente para dar continuidade”, adianta a profissional. “Já os mais condicionados devem buscar a perfeição dos exercícios, o que diminui o desgaste físico e as chances de lesões”.

Outro fator importante para quem pretende experimentar o Boot camp é a alimentação. Segundo a nutricionista Rita Monteiro, se a prova for às 7h, o café da manhã deve ser à base de pão integral com geleia, suco e frutas. Deve ser tomado mais cedo, com três horas de antecedência. “Uma hora antes da atividade só pode beber água ou uma bebida isotônica. Após a aula, está liberada uma barra proteica (produto com mais proteínas do que carboidrato na composição), suco de frutas e água em pequenos goles ao longo do dia”, recomenda a especialista. “Se o treino for na hora do almoço, a alimentação deve ser feita em seguida com carboidratos. Pode ser uma massa com molho magro, ou seja, nada de creme de leite”.

No calçadão

Quem prefere se exercitar ao ar livre também tem opção. O preparador físico José Campos, mais conhecido como Traca, realiza circuitos na areia da Ponta Negra, de segunda a sexta-feira. Há cinco meses, ele disponibiliza cinco horários para o público, de 16h às 20h, com direito a cama elástica, bambolê, corda, liga de tração e paraquedas. “Atualmente, trabalho com dez alunos por turma e a maioria é mulher”, conta o professor de Educação Física. Para reservar uma hora, basta entrar em contato por meio do telefone (92) 8240-4669.

Fonte: D24am