Arquivo | fevereiro, 2013

Alimentação irregular pode comprometer rendimento esportivo

28 fev

Dependendo da atividade esportiva praticada a comida adequada pode se tornar um aliado dos atleta, no seu condicionamento físico

Atletas de alto rendimento usam o máximo do corpo para conquistar resultados. Mas até chegar a uma conquista de ouro, os competidores passam por uma verdadeira “maratona” para deixar o corpo apto às disputas.

Para isso, é preciso se abdicar de determinados tipos de comida e ter disciplina, alimentando-se de três em três horas e aumentando o consumo de carboidratos, proteínas e alimentos saudáveis, para não comprometer o condicionamento físico.

Avaliação profissional

O supervisor técnico científico do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (CTARA), fisiologista do esporte e professor universitário, Rogério Marchioreto, destaca que o desportista precisa seguir um “cronograma” de alimentação de acordo com o esporte praticado.

“Quando uma dieta é indicada ao atleta é preciso saber qual a forma de treinamento adequado para recomendar uma alimentação ideal. Os atletas dependem muito da modalidade para terem uma alimentação adequada”, frisou Rogério, que atua na área da saúde esportiva há mais de 22 anos.

Para qualquer atleta que pense em “driblar” a alimentação indicada nos treinamentos, Marchioreto alerta.

“O atleta não deve seguir pelo paladar e sim pelo que ele precisa comer. Se for comer gorduras e frituras, o atleta precisará de dois dias de treinamento para compensar o que foi ingerido. Isso pode ser prejudicial”, observou.

Dicas para manter a saúde em dia

Alimente-se em pequenas quantidades a cada três horas.

Exerça alguma atividade física pelo menos três vezes por semana. Uma hora de caminhada é suficiente para obter os benefícios do esporte

Beber mais água.

Inclua pelo menos três frutas na alimentação diária. Elas garantem quantidades mínimas de vitaminas, fibras e minerais, que ajudam a prevenir diversos tipos de câncer.

O jantar deve ser a refeição mais leve do dia. Se você tem mais fome à noite, faça um esforço e coma menos nesse horário. O corpo se acostumará e você terá mais apetite de manhã.

Coma uma pequena porção de algum alimento rico em carboidrato trinta minutos antes das atividades físicas. Isso vai melhorar seu rendimento.

Fonte: Acritica

Anúncios

Frutas da nossa RA

14 fev

Pera, uva, maçã, salada mista
Diz o que você quer
sem eu dar nenhuma pista….

Oi gente…hoje vim falar de frutas na nossa RA, desde criança falamos em frutas, Camen Miranda não tirava isso da cabeça :D, mas afinal que fruta comer? qual não comer? Que horas comer? Vou tentar tirar essas dúvidas da nossa cabecinha 😀
As frutas são muito bem-vindas em qualquer cardápio, mas devemos ter cuidado na hora de escolher qual vamos comer no nosso lanchinho, abaixo estão a que tem baixa caloria (entre 60 e 80 calorias) e que dão maior sensação de saciedade:

Mexerica -Graças à casca grossa e aos gominhos, é prática e pode ser carregada até mesmo dentro da bolsa. Rica em fibras, a fruta vai manter seu intestino em pleno funcionamento e ainda vai ajudar você a economizar calorias.

Frutas vermelhas -morango, berries e cereja – São as preferidas de quem busca uma alimentação balanceada, apesar de muito saborosas, tem valor calórico baixo. A porção considerada ideal pela nutricionista é 1 xícara ou um punhado grande.

Banana – Pode ajudar você a driblar a vontade de comer doces. Assada ou grelhada e com uma pitada de canela, ela se transforma em uma deliciosa sobremesa.

Laranja -Também ganha no quesito praticidade e o fato de chupar os gominhos também aumenta a sensação de saciedade.

Damasco seco -Tem sabor bem adocicado e é rico em fibras. Por ser fácil de carregar, a fruta pode ser uma opção para quem não pára em casa ou no escritório. Segundo Cynthia Antonaccio, 5 unidades de damasco seco são suficientes.

Goiaba Vermelha -Também promete manter seu intestino em dia. Docinha, a fruta exige empenho na hora de mastigá-la, o que também contribui para a sensação de saciedade.

As frutas não podem ficar de fora de um cardápio saudável, mas algumas têm alto valor calórico e, por isso, devem ser consumidas com mais cautela. No geral, as frutas maiores devem ser consumidas com mais atenção. No entanto, não é necessário tirá-las do seu menu, para não colocar a dieta em risco, confira quais são as porções ideais para cada uma delas.

Abacaxi:1 fatia
Melancia:1 xícara de cubos
Manga: metade ou 1/3, depende do tamanho da fruta
Melão:2 fatias
Uva:1 cacho pequeno

Mas, o consumo indiscriminado destas delícias pode atrapalhar na dieta de perda de caloria, muitas delas são tão calóricas quanto uma fatia de bolo de chocolate, que tem 235 calorias! Compare:
Porções de 100 gramas
Açaí: 247 calorias
Abacate: 162 calorias
Banana maça: 114 calorias
Pera 98 calorias
Cereja: 96, 9 (em calda essas calorias vão às alturas: 252,9)
Banana nanica 87 calorias
Uva vermelha 79 calorias
Caqui chocolate: 74,4 calorias
Manga rosa 70,3
Maçã vermelha 64 calorias.

Então cuidado quando você diz que só comeu uma frutinha e não entende porque não emagreceu…não vale comer uma melancia inteira 😀

Hora para malhar

4 fev

Oi pessoal,

hoje vim falar sobre os horários que escolhemos para fazer nossa atividade física, para os que acompanham o blog, sabem que as pochetinhas vão para a academia na hora do almoço e depois do trabalho para malhar e fazer as aulas.

Mas qual será o melhor horário para fazer atividade física e perder peso??? Fui pesquisar pra gente e descobri que cada horário tem as suas vantagens e desvantagens e que o mais importante é você achar o horário que o seu corpo melhor se adaptar. Por exemplo, eu não consigo malhar pela parte da manhã, prefiro ter meu soninho do que levantar peso antes do trabalho, já na hora do almoço, aproveito as  duas horas de intervalo do trabalho, vou para academia, tomo banho e almoço, e a noite fecho com chave de ouro com uma aula divertida. Porém sabemos que não é tão fácil assim…tudo depende da nossa agenda.

Segue abaixo uma analise dos três períodos do nosso dia para que possamos fazer a comparação.

MANHÃ

A vantagem da malhação logo cedo é que você acelera o seu organismo logo no início do dia, espanta o sono, ainda tem mais disposição para realizar as tarefas do seu dia e o seu organismo tem mais chances de se recuperar com as refeições que você realizará ao longo do dia.

Porém o que muitas pessoas pecam é quanto á alimentação da manhã, pois a atividade física acelera o consumo de açúcar e se a pessoa estiver mal alimentada, poderá apresentar enjôos, fraqueza e até mesmo desmaios.

Por isso aposte em um bom café da manhã, rico em carboidratos, proteínas, fibras e gorduras e comer pelo menos uma hora antes de ir á academia, para que o corpo possa fazer a digestão.

TARDE

Um bom horário principalmente para quem sente muita sonolência de manhã e não consegue ir á academia no período da noite por causa do cansaço. (meu caso :D)

A vantagem deste horário é que o metabolismo se intensifica neste período do dia, a temperatura do corpo também é um fator que pode ajudar bastante. Porém tome cuidado com as atividades aeróbicas, como correr e pedalar, pois este horário implica somente para musculação com menor gasto energético.

NOITE

Para quem necessita dormir cedo este não é o horário mais recomendado, principalmente para quem tem dificuldade em pegar no sono, por a atividade física libera endorfina que gera euforia e mantém a pessoa acordada, porém ainda há pessoas que conseguem dormir tranquilamente mesmo após uma atividade física.

Na maioria dos casos o movimento das academias é menos intenso neste horário, além disso, a temperatura do ambiente é uma vantagem também, porém mais uma vez, você não poderá se esquecer da alimentação que deverá ser equilibrada e na quantidade certa, para que você evite estoque de energia na forma de gordura.

O importante é que o exercício físico praticado em qualquer hora do dia é melhor do que em hora nenhuma. 😀

fonte: http://www.hiperativo.com