Arquivo | 1:38 pm

Dieta Dukan

10 out

Oi gente, como prometi no post passado, vamos falar sobre a dieta Dukan que nossa amiga Laís fez e ficou ainda mais linda.

Existe um livro chamado Eu Não Consigo Emagrecer, do especialista em nutrição e reeducação alimentar Pierre Dukan, criador desse programa de emagrecimento, que explica tintim por tintim a dieta. A proposta é fazer uma dieta de quatro fases: Ataque, Cruzeiro, Consolidação e Estabilização.

Vamos à explicação de cada uma destas fases:

1ª Fase: Ataque 

Primeiro, você faz uma avaliação sigilosa no site da Dieta Dukan (www.dietadukan.com.br). Informa o peso atual, peso máximo a que chegou, peso mínimo, peso mantido a maior parte da vida, peso que quer alcançar, altura, data de nascimento, quantas vezes engravidou, quantas dietas tentou e a ossatura (um pequeno teste com os dedos pra descobrir se é fina, média ou larga). O programa fez os cálculos e indica a quantidade de peso que a pessoa deve perder e o tempo que deve permanecer em cada fase.

Nesta etapa, só é permitido o consumo de proteínas magras. A idéia é comer bastante os alimentos permitidos e fingir que os outros não existem. Além das proteínas, o único item que a dieta permite (e exige) nesta fase é uma colher e meia de farelo de aveia todos os dias e água, muita água!

Consumo à vontade: Carne magra de boi, fígado, peixe, frango, presunto e peito de peru sem gordura, ovos, laticínios desnatados, temperos em geral, chiclete zero açúcar (ver mais alimentos no livro Eu Não Consigo Emagrecer).

Consumo obrigatório: 2 litros de água e uma colher e meia de farelo de aveia por dia.

Exercício: 20 minutos de caminhada por dia, obrigatoriamente.

 2ª fase: Cruzeiro

Nesta etapa, são permitidos todos os alimentos da fase anterior, além de certos legumes e verduras em dias alternados. São 100 alimentos que podem ser consumidos à vontade nos dias de proteínas com legumes, e a regra é a mesma da fase anterior: tudo que está fora da lista é terminantemente proibido.

Consumo à vontade: Todos os alimentos da fase de Ataque. Nos dias de proteínas com legumes, também é permitido comer à vontade: tomate, pepino, rabanete, espinafre, aspargos, alho-poró, vagem, couve, cogumelo, aipo, funcho, alface, acelga, berinjela e abobrinha.

Consumo obrigatório: 2 litros de água e duas colheres de farelo de aveia por dia.

Exercício: 30 minutos de caminhada por dia, obrigatoriamente.

 3ª fase: Consolidação

As pessoas que param a dieta ao atingir o peso ideal têm o mesmo destino: o efeito sanfona. Por isso, é importante fazer a terceira fase, de consolidação do peso. Dura dez vezes o número de quilos perdidos.

Na fase de consolidação, a dieta Dukan permite todos os alimentos das fases anteriores à vontade, além de pão integral, frutas e alguns queijos diariamente. Há algumas regras especiais: uma é a quinta-feira protéica, dia sagrado no qual só são permitidos os alimentos da fase 1 da dieta.

As outras regras são a “cereja do bolo”: porções controladas de alimentos ricos em amido e refeições liberadas, nas quais posso comer o que quiser sem restrições!

Na primeira metade da fase de consolidação, a dieta libera uma porção de amido e uma refeição lixo por semana. Na segunda metade, é permitido comer duas porções de amido e fazer até duas refeições lixo na semana!

Consumo à vontade: Todos os alimentos das fases anteriores.

Consumo controlado: Duas fatias de pão integral por dia, uma porção de fruta por dia (menos uva, banana e cereja), 40 g de queijo de massa cozida (parmesão, emental) por dia, uma porção de amido por semana na primeira metade dessa fase e duas porções de amido por semana na segunda metade (massas, polenta, grão de trigo integral, leguminosas, arroz e batata).

Refeições “lixo”: Uma por semana na primeira metade da fase e duas por semana na segunda metade.

Consumo obrigatório: 2 litros de água e duas colheres de farelo de aveia por dia.

Exercício: 30 minutos de caminhada por dia, obrigatoriamente.

 4ª fase: Estabilização

Fase, que deve ser seguida pelo resto da vida. É uma etapa de manutenção definitiva do peso. Nessa última fase, você deve:

· Continuar seguindo a lista de alimentos e freqüência da fase de consolidação.

· Comer apenas os alimentos da fase de “Ataque” às quintas-feiras.

· Não pegar elevadores e escadas rolantes e caminhar ao menos 30 minutos por dia.

· Consumir diariamente, três colheres (sopa) de farelo de aveia.

Como a dieta funciona 

Segundo a nutricionista clínica Carolina Di Guimarães (http://saboridades.net/), a dieta Dukan age por um processo chamado cetose, que é baseado no consumo mínimo de carboidratos na alimentação. Na ausência desse nutriente, o organismo quebra gorduras acumuladas e fornece energia para o corpo.

A grande vantagem do método é o rápido emagrecimento nas primeiras semanas. Segundo a especialista, “por ser dividido em fases, o método Dukan deixa o processo mais fácil e com um cardápio mais equilibrado, com carnes magras, muitos vegetais e o farelo de aveia”.

A nutricionista alerta, no entanto, que a longo prazo uma dieta restritiva pode trazer riscos à saúde. Por isso, é fundamental consultar o médico se for segui-la por um longo período. Diabéticos, gestantes, pessoas em tratamento psiquiátrico, com disfunções de ácido úrico

ou problemas no fígado estão proibidas de seguir a Dieta Dukan.

 “Dieta não é castigo, é recompensa”

Em entrevista por e-mail à Sou mais Eu!, Pierre Dukan, médico francês criador do método que ajudou celebridades como Kate Midletton e Jennifer Lopez a perder peso, explicou o sucesso do seu método de emagrecimento: “O objetivo é que o prazer de emagrecer seja suficiente o bastante para compensar a ausência de alimentos ricos em açúcares, que estão relacionados ao prazer e à gratificação. Para ser bem-sucedida, a dieta não pode ser vista como um castigo, mas como uma recompensa”. Segundo ele, seu método é hoje o único que propõe duas fases exclusivamente para proteger o novo peso obtido. “Esse é um dos principais diferenciais da dieta Dukan”, diz.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

Minha humilde opinião: Não consigo fazer uma dieta dessa, passo mal, tenho problema de hipoglicemia quando não como direito.
Se funciona? Acho que funciona, temos o exemplo na nossa amiga do post anterior. Quem ai já fez??? Conte a sua experiência com a dieta pra gente.
Eu pessoalmente acho que a reeducação alimentar é melhor, pois é o que vai te acompanhar pra toda tua vida. Não sou muito fã da palavra Dieta, pois parece que não posso comer nada.

bjs