Salada no pote

18 nov

Gente uma amiga das Pochetinhas saiu no jornal acrítica numa reportagem muita bacana pra quem faz marmita para o trabalho, o nome dela é Alda Clícia, vcs já vira fotos dela aqui no blog. Vejam a reportagem completa:

20131110_140456
Por Loyana Camelo
Quem passa o dia inteiro fora de casa sabe como é sofrido acondicionar uma comida saudável para levar para o trabalho, escola e faculdade. A fragilidade dos vegetais folhosos aliada aos legumes altamente perecíveis impede muitas opções, a não se o bom e velho tupperware – que não é lá muito prático (ou glamouroso) de carregar de um lado para o outro. A tendência no exterior, chegando agora no Brasil, resolve esses dois problemas com uma cajadada só: a salada no pote preserva o frescor da receita e coloca-a sob uma perspectiva diferente, e por que não, charmosa?
O passo a passo é mais simples do que se imagina. Em camadas, iniciando de baixo para cima, coloca-se primeiramente o molho, em seguida ingredientes “pesados” (fisicamente falando) para suportar o molho, como rabanetes, cenouras, cebolas, feijões; depois pode-se repetir esta camada com outros itens pesados a exemplo de tomates; e finaliza-se com ingredientes leves como folhas verdes, frutas ou grãos. O número de ingredientes e o tamanho do pode é subjetivo, variando de acordo com a fome de cada um.
Adepta da culinária saudável, a administradora Alda Clícia da Silva, 39, tem o costume de sempre levar saladas para o trabalho e adora testar receitas diferentes. Ela ainda não conhecia a tendência do pote, e assim que testou, aprovou a idéia.
“Acho uma opção prática, principalmente porque dá pra levar para o escritório, é muito discreto e conserva super bem os alimentos. E dá pra brincar com os ingredientes, pôr o que você quiser”, comenta Clícia. Ela conta que decidiu enveredar para reeducação alimentar há 2 anos, tendo pesado mais de 100kg na adolescência.
“Coloco super pouco carboidrato na minha alimentação. Como mais saladas e proteínas, na hora do almoço, sempre estou com a minha saladinha”.

Longa vida útil
Para a nutricionista Luciana Santana, os amazonenses têm dificuldades em geral de consumir saladas, seja pelo preço elevados das verduras, frutas e legumes comercializados aqui, seja pela preguiça pura e simples. “Tudo que for facilitar esse consumo, é super válido”, disse. A respeito da moda do pote, Luciana disse que os recipientes de vidro ajudam a aumentar a vida útil das folhas por impossibilitar a entrada de oxigênio – que estraga os alimentos mais rápido.
Agora um alerta para quem deseja condicionar as saladas no pote durante a semana inteirinha: o molho só pode ser colocado na hora de comer.
“Colocar molhos no fundo do pote não é legal, porque diminui a vida útil do vegetal. Pode até azedar mais rápido. Agora se for azeita extra virgem, ok, porque ele ajuda a conservar”. Dica anotada.

Fonte: Jornal ACritica

Vamos fazer nossos potinhos e levar para o trabalho galera!!!

bjs

Carol

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: