Arquivo | 3:14 pm

Promessas de fim de ano

2 jan

Feliz ano novo, pessoal!!!

Todo ano é igual, a gente faz mil promessas para o ano que se inicia.

Eu fiz três: Voltar para academia, RA e corridas. Tudo relacionado a saúde, como diz Pedro Bial: Saúde e paz, o resto a gente corre atrás. Então é exatamente isto que prometi para 2014. Ano do casamento :), noiva em forma (não de bola e sim de violão).

Mas vamos algumas dicas da nutricionista Dra. Madalena van Zeller Muñoz:

1. Seja Específica(o)! Falar de promessas vagas, tal como “vou emagrecer” ou “vou fazer mais exercício”, é uma boa fórmula para falhar. Em vez disso decida comer verduras todos os dias e caminhar 30 minutos todos os dias depois do almoço.

2. Seja realista com as suas promessas! Se precisa de emagrecer, por exemplo 10 quilos, planeie atingi-lo perdendo 2 kg por mês, neste caso em cinco meses. Não tente perder tudo num mês, lá porque leu sobre uma dieta maluca numa revista qualquer, pois pode voltar a ganhar todo esse peso de novo – e mais até!

3. Faça o que é importante para si – e não para os outros terá mais sucesso em manter as suas promessas se a motivação vier de si própria(o), e não dos outros. Seja autêntica(o) no seu novo caminho e destino: faça as coisas porque quer, não para agradar aos outros.

4. Mude do modo que funciona para si! É mais amiga(o) de mudanças drásticas ou suaves? O que lhe trás melhores resultados? No emagrecimento deve haver mudanças no comportamento alimentar, nas escolhas alimentares, nos modos de confecção, nas quantidades, etc. mas estas devem ter sempre o acompanhamento personalizado dum nutricionista para aumentar as probabilidades de sucesso.

5. Faça um plano estratégico! Não basta querer emagrecer nem ter um objetivo, tem de pôr em prática uma estratégia. Por exemplo, leve consigo uns tênis para o trabalho para caminhar na hora do almoço – nem ter de pensar nisso, calça os tênis e vai!; tenha sempre em casa verduras e fruta e leve 2 peças por dia – assim nem tem de pensar no que vai comer quando sentir um ratinho de fome; invista num plano alimentar.

6. Renove as suas vontades! Tudo requer uma aprendizagem; a vontade pode e deve ser renovada, diariamente. O desleixo, a preguiça e a desistência são os grandes inimigos da vontade. Para conseguir algo, primeiro é preciso desejá-lo. Depois há que marcar objectivos, os quais se não forem atingidos é sinal de que não estamos no caminho certo. No emagrecimento temos de fugir ao culto do instante (gratificação instantânea) para concretizarmos o objectivo final.

7. Tenha paciência e perseverança! “Água Mole Em Pedra Dura Tanto Bate Até Que Fura!” Se é aconselhável reeducarmos a nossa vontade então é importante evitarmos a falta de paciência perante resultados que tardam em aparecer! Não Desista! O importante é prosseguir o caminho. Somo criaturas de hábito e isso pode ajudar-nos – temos é de continuar a exercitar a nossa vontade em emagrecer. O segundo mês é menos difícil do que o primeiro, pois as mudanças custar-nos-ão menos à medida que o nosso bem-estar vai aumentando.

8. Peça ajuda antes que a motivação se desvaneça! As boas intenções das promessas de emagrecimento nem sempre chegam para nos ajudar a alcançar o patamar desejado. Se a motivação se desvanece e interrompe o novo caminho, vai achar que “não valeu a pena o esforço”! Peça ajuda a quem sabe – invista nos seus sonhos e objectivos.

EM RESUMO: Para que as suas boas intenções cheguem a bom porto tem de ter estratégias sobre o onde, o quando e o como – e depois fazer uma ligação àquilo que já está a fazer correctamente. O resultado será um você mais feliz!

Fonte: http://www.madalenamunoz.com

Anúncios